História

Localizada no bairro de Parque São Lucas, zona Leste de São Paulo, a G.R.C.S.E.S. Unidos de São Lucas tem uma história marcada por desafios e dificuldades tão comuns às escolas que possuem poucos recursos. Porém, isso nunca foi empecilho para impedir sua presença na passarela do samba.

Ano após ano, a agremiação se renova e se prepara para o próximo carnaval, afinal, sempre foi assim, desde os tempos das marchinhas, quando tudo começou…

…durante a década de 70, um grupo de rapazes denominado B.U.S.C. (Blocos Unidos de São Cristóvão) faziam uma batucada à beira do campo para incentivar o São Cristóvão Bandeirante Futebol Clube.

Na época do carnaval, esse grupo unia-se a mulheres e crianças e saiam desfilando pelas ruas do bairro de Cidade Continental cantando sambas, marchinhas e o hino do time do coração.

Em 1980, os líderes dos blocos se reuniram e fundaram o G.R.C.S.E.S. (Grêmio Recreativo Cultural e Social Escola de Samba Unidos de São Lucas) que passou a disputar o Carnaval oficial da Cidade de São Paulo, sendo campeão do grupo de acesso logo no primeiro desfile.

Com o apoio de comerciantes da região, que auxiliavam na confecção de fantasias, a evolução da escola foi rápida e com quatro anos já estava entre as trinta melhores entidades carnavalescas da Cidade de São Paulo, posição na qual permaneceu durante vários anos.

Construção - Quadra Social da Unidos de São LucasA partir de 1995 com a chegada da diretoria atual, conseguiu uma quadra e começou a se estruturar para ser não somente uma Escola de Samba, mas também, um Grêmio Cultural e Social a serviço da comunidade.

A Unidos de São Lucas conquistou o direito de participar do Grupo Especial pela primeira vez em 2001 graças a segunda colocação conquistada em 2000.

Sua ascensão foi rápida, se considerarmos que em 1999 ainda estava no Grupo 1-A da UESP.

Em dois anos no Grupo Especial, um de seus sambas, provavelmente mais conhecido, tenha sido o de 2002 quando homenageou Carlos Alberto de Nóbrega e A Praça é Nossa. Na ocasião, a “madrinha” de bateria foi o dançarino Vera Verão. Neste ano a agremiação foi rebaixada.

Após mais cinco anos desfilando no segundo grupo, foi rebaixada duas vezes.

Em 2009 com o enredo “Felicidade, a ilusão do Carnaval”, conseguiu conquistar o vice-campeonato no Grupo 2 da UESP e retornou para o Grupo 1 (terceira divisão) em 2010.

No ano de 2010 ficou em 6º lugar ao prestigiar a cidade de Araçatuba. A homenagem resultou em uma apresentação na cidade em meio ao carnaval. No mesmo ano, tornou-se madrinha da Escola de Samba Amizade da Zona Leste.

Em 2011 apresentou o enredo “Embu das Artes que magistral – São Lucas 30 anos traz essa galeria para o carnaval”. Nani Moreira foi a madrinha da bateria. A escola conquistou o vice-campeonato e subiu para o grupo de acesso.

Em 2012 Raul Seixas foi o homenageado. A trajetória do “Maluco Beleza” virou o tema e foi apresentado com muita arte e graça no carnaval.

O presidente, Marcos Cesar Politi, mais uma vez impulsionou e dirigiu os trabalhos da agremiação que se empenhou e concluiu o desfile com garra e alegria. Com o objetivo de manter-se no grupo de acesso, a escola enfrentou problemas técnicos, perdeu pontos e retornou ao Grupo da UESP.

Mas a Unidos de são Lucas com seus integrantes e simpatizantes, nunca desanimou, pois, acreditar no potencial da escola e de seus talentos sempre foi uma de suas principais características, afinal, conhecem bem e muitos fazem parte dessa trajetória que já trouxe alegrias, vitórias e resultados positivos durante todos os seus anos.

Uma trajetória marcante e significativa, uma vez que, conquistou posição e destaque logo nos primeiros anos de existência e mesmo atualmente, em face às dificuldades, se mostra determinada em seu objetivo de representar uma comunidade na qual o mesmo sonho é dividido e compartilhado entre crianças, jovens, adultos e idosos.

A honra de desfilar em posição de destaque pela Unidos de São Lucas e representar o que há de melhor: a garra, o talento e a vida de cada integrante dedicada à escola e seu carnaval, tornou-se um compromisso que ele cumpriu com orgulho.

A história da São Lucas se faz assim, a cada ensaio, a cada batucada, nos sorrisos e reencontros, juntos com cada integrante, indo à busca do tão sonhado titulo de campeã.